O QUE É A DOR CRÔNICA?


“A DOR É UMA EXPERIÊNCIA SENSORIAL E EMOCIONAL DESAGRADÁVEL ASSOCIADA COM O DANO REAL OU POTENCIAL DO TECIDO”

– Associação Internacional para o Estudo da Dor

É sempre difícil definir quando a dor se torna crônica. A dor que é pouco provável de ser resolvida ou a dor que dura mais que o tempo de cicatrização normal é definida como dor crônica. De uma perspectiva de tempo, considera-se que a dor é crônica quando persiste por mais de 3 meses. A função do sistema nervoso se reorganiza com o potencial de excitação espontânea dos nervos..

Segundo a Associação Internacional para o Estudo da Dor, também define-se a dor como uma sensação ou experiência desagradável que fala em termos de dano real ou potencial. É considerada dor crônica aquela dor que se perpetua no tempo, definido geralmente por mais de três meses, gerando mudanças na vida física, psicológica, social, familiar, espiritual e profissional do paciente, uma vez que estão faltando as causas desencadeantes.

A dor é uma expressão da função de um sistema nociceptivo complexo e delicadamente equilibrado.

Quando este sistema funciona corretamente, ele nos protege de feridas, promove a cura, nos protege do trauma adicional e sustenta a vida.

Quando a dor é desconectada do seu significado original por causa de um desequilíbrio das funções nociceptivas e antinociceptivas, torna-se uma doença - dor crônica - diminuindo a qualidade de vida.

Atualmente, a dor crônica não é um sintoma, mas uma doença em si. O tratamento deve ser feito de forma interdisciplinar, ou seja, o diagnóstico e a abordagem terapêutica são realizadas por uma equipe de especialistas de diferentes áreas que estudam em conjunto cada caso.

Procura-se analisar o paciente como uma pessoa em todos os seus aspectos: físico, psicológico, profissional, familiar e espiritual. Apenas assim serão alcançados resultados aceitáveis, buscando sempre a sua reintegração social e profissional e, raramente, uma cura.

Durante os últimos 30 anos, o conhecimento dos mecanismos da dor mudaram progressivamente, ao mesmo tempo, mudando métodos de tratamento e indicações, alcançando uma ampla variedade de procedimentos que buscam ser cada vez mais seletivos e precisos. Há níveis ou etapas de tratamento e cuidados de pacientes com dor crônica, com protocolos bem estabelecidos.

Como a dor crônica afeta a minha vida

É bem descrita e estudada que a dor crônica afeta todos os aspectos da vida, inclusive a parte afetiva e emocional, profissional, a parte familiar e social, e a área espiritual e comportamental.

Como a dor crônica pode impactar meu psicológico e meu humor?

A percepção de dor é afetada pelo emocional, moral e o seu significado para o paciente. A dor pode ser diminuida se melhorando: o desconforto, a insônia, a fadiga, a ansiedade, o medo, a tristeza, a depressão, o isolamento mental e a simpatia, a compreensão, o relaxamento, o tratamento farmacológico e a redução da ansiedade e da depressão.

+ Dor Crônica :

Acessos Rápidos 

Autoavaliação
Autoavaliação
Comunidade
Comunidade
Diário de Dor
Diário de Dor
Guia de Discussão
Guia de Discussão
Histórias de Pacientes
Histórias de Pacientes
Médico correto?
Médico correto?
  • YEPES C. | Manejo del Dolor en Neurocirugía | Capitulo de libro: Neurocirugía para Médicos generales | Ed. Eduardo Navarro | ISBN 958-655-875
  • YEPES C. | Neuroestimulación en el dolor crónico | Capitulo de Revista: Neurociencias en Colombia | Vol 14 Nº 2 p 121-133 | ISSN 0123-4048