DOENÇA DEGENERATIVA
DE DISCO

Apesar do seu nome, a doença degenerativa de disco não é uma doença, mas sim, uma condição que causa muita dor e pode ser tratada.

O que é a doença degenerativa de disco?

À medida que os discos perdem seu conteúdo aquoso ou envelhecem, eles perdem também a altura, aproximando mais a vértebra dele. Como resultado, as aberturas do nervo em sua espinha tornam-se mais estreitas. Quando isso acontece, os discos também não absorvem os impactos, especialmente quando você anda, corre ou pula.

Pobre postura e movimentos incorretos do corpo também podem enfraquecer o disco, causando sua degeneração.

O que causa a degeneração do disco?
Para alguns de nós, a degeneração do disco é uma parte natural do envelhecimento. À medida que envelhecemos, os discos vertebrais perdem sua flexibilidade, elasticidade e capacidade de absorver o choque. Para outros, a degeneração do disco pode resultar de uma lesão nas costas.
Quais são os sintomas?
A doença degenerativa do disco pode causar dor nas costas e/ou nas pernas, bem como desenvolver problemas funcionais como fraqueza e dormência das pernas e nádegas. Você também pode desenvolver problemas para caminhar.
Como é diagnosticado?

O diagnóstico da doença degenerativa de disco começa com um exame completo do corpo e com atenção especial para a parte inferior das costas e extremidades.

O seu médico examinará suas costas para verificar a flexibilidade, amplitude de movimento e presença de certos sinais que sugerem que as raízes nervosas são afetadas por alterações degenerativas na parte de trás. Isso geralmente envolve testar a força dos músculos e reflexos para garantir que eles ainda funcionam normalmente.

Muitas vezes os médicos preenchem um diagrama em que eles perguntam para você onde ocorrem os sintomas de dor, dormência, formigamento e fraqueza. Raios-X, ressonâncias magnéticas e outros tipos de exames também podem ser realizados.

Como é tratada a doença degenerativa de disco?

Os tratamentos podem variar de acordo com a gravidade dos sintomas e quanto eles podem limitar as atividades diárias. Aqui está uma lista de possíveis tratamentos para esta condição, que são realizadas de acordo com o nível de dor.

  • Tratamentos não-cirúrgicos - Nem todos os pacientes com dor causada por esta condição requerem cirurgia. Para dor menor ou moderada, tratamentos mais conservadores podem incluir medicamentos, fisioterapia e cuidados quiropáticos.
  • Fusão espinhal - um procedimento cirúrgico chamado fusão espinhal pode ser usado para tratar esta condição.
  • Administração direcionada de fármacos - Para a dor crônica grave causada por estenose espinhal, a administração direcionada de fármacos pode ser uma opção. É um recurso usado quando outros tratamentos conservadores não funcionarem.

Acessos Rápidos 

Autoavaliação
Autoavaliação
Comunidade
Comunidade
Diário de Dor
Diário de Dor
Guia de Discussão
Guia de Discussão
Histórias de Pacientes
Histórias de Pacientes
Médico correto?
Médico correto?