DOR NAS COSTAS QUE
PERSISTE DEPOIS DA CIRUGIA

Se ainda apresenta dor depois de sua cirurgia na coluna, não se desespere. Saiba mais sobre as possíveis causas desta dor e o que pode fazer a esse respeito.

É provável que a decisão que tomou para se submeter a uma cirurgia de coluna para aliviar sua dor tenha sido muito difícil. Motivo pelo qual pode ser muito desconfortável se, depois da cirurgia você continuar sentindo dor.

Síndrome da Cirurgia de Coluna Falida

Apesar de um diagnóstico cuidadoso e uma operação bem-sucedida, alguns pacientes ainda apresentam dor depois de sua cirurgia. Esta dor persistindo ou a continuidade dos sintomas anteriores é conhecida como síndrome de cirurgia de coluna falida, e pode afetar sua capacidade de realizar suas atividades cotidianas. A falha não é a cirurgia em si, já que os principais objetivos da cirurgia (os quais poderiam incluir a descompressão e a estabilização) foram alcançados. O que falhou foi conseguir a resolução completa dos sintomas.

Diversos fatores afetam o resultado da cirurgia na coluna. Outra possível causa é que a lesão para a qual foi realizada a cirurgia não seja a única razão do aparecimento da dor. Muitas vezes o problema principal permanece sem ter sido resolvido adequadamente. Em alguns, a dor pode ser proveniente do dano provocado pelo procedimento cirúrgico em si.

É bem comum que você se sinta desanimado se a cirurgia na coluna não ajudar a aliviar a dor ou causar o aparecimento de outras. A boa notícia é que existem algumas opções para o tratamento, como as terapias para a dor crônica.

Fibrose epidural

A formação de tecido de cicatrização é comum durante o período de recuperação posterior a uma cirurgia de coluna. A dor no tecido de cicatrização é pouco comum, já que este não conta com terminações nervosas que causem dor.

Contudo, a fibrose epidural, que é a formação de tecido de cicatrização na raiz do nervo, pode provocar certa pressão nas raízes nervosas e causar dor. No geral, os sintomas associados à fibrose epidural aparecem entre 6 e 12 semanas depois da cirurgia de coluna. Muitas vezes os pacientes quase não apresentam dor depois de sua cirurgia, mas, conforme o tecido de cicatrização vai se fechando, a dor pode aparecer novamente e se expandir para as pernas. Em algumas ocasiões, os danos nas terminações nervosas provocado pelas causas de dor originais do paciente fazem com que este cure mais lentamente. Se a dor é ardente ou persistente e sua intensidade não muda com a mudança de postura, é possível que esteja se formando uma cicatriz ao redor dos nervos.

Os exercícios de alongamento depois da operação podem ajudar a diminuir os efeitos da cicatrização pós-operatória ao redor da raiz do nervo.

Problemas depois do tratamento

Em uma cirurgia de descompressão, tal como uma laminectomia ou discectomia, a raiz do nervo pode levar muito tempo para curar, o que complicaria a avaliação do resultado da cirurgia.

Ao redor de três meses depois da cirurgia, podem aparecer um ou dois dos seguintes resultados:

Em geral, os pacientes que estão melhorando dentro dos primeiros três meses posteriores à cirurgia continuam assim.

Os pacientes que não apresentaram uma melhora aproximadamente três meses depois da descompressão, provavelmente não percebem um benefício substancial por parte da cirurgia. A descompressão da coluna vertebral geralmente aliviará o dor na perna do paciente imediatamente depois da cirurgia de coluna. Contudo, para 10% a 20% dos pacientes, a dor continuará até que o nervo comece a se recuperar.

Geralmente os sintomas que incluem intumescimento/formigamento ou fraqueza demoram um pouco mais em se solucionar e, geralmente, pode levar até um ano para que estes sintomas desapareçam. Se os sintomas persistirem depois de um ano, é possível que exista dano permanente nos nervos, motivo pelo qual é pouco provável que a dor melhore.

Estenose recorrente depois da descompressão

Depois de anos de uma laminectomia, a estenose espinhal pode voltar a aparecer (crescimento do osso e estreitamento do canal espinhal) na mesma ou em outra intensidade, o que ocasiona dor nas costas ou pernas.

Problemas técnicos depois da cirurgia de descompressão

Existem três problemas técnicos que potencialmente poderiam ser a causa da dor, depois da cirurgia:

  • Algum fragmento de disco ou osso que ainda continue pinçando o nervo.
  • A cirurgia foi realizada em nível incorreto da coluna.
  • A dissecção da raiz do nervo pode ter causado algum traumatismo.

Às vezes, a descompressão da raiz nervosa mediante cirurgia na coluna poderia ocasionar com que essa se inflame e possa incorrer no aparecimento de uma dor mais intensa, até que a inflamação ceda.

Descompressão incorreta da raiz de algum nervo depois da cirurgia

A descompressão nas raízes dos nervos nem sempre é bem-sucedida depois de uma cirurgia de coluna e, caso alguma parte da raiz do nervo continue pinçada depois da cirurgia, a dor poderia continuar. Se este for o caso, no geral, não será apresentada nenhuma melhora na dor depois da cirurgia, e a estenose espinhal poderia ainda estar visível através de imagens de laboratório em alguma parte da coluna vertebral.

Se apresentar dor depois de uma cirurgia de descompressão, existem outras opções que podem ajudá-lo.

Falha na Fusão

Uma fusão é como um osso quebrado que está tentando se recuperar. As células ósseas migram do osso afetado para o enxerto de osso de outras áreas, o que pode formar tecido ósseo sólido. Leva aproximadamente um ano para se formar um osso sólido. Certas atividades como aquelas que incluem movimentos excessivos, uma má colocação de parafusos ou porcas, ou uso de anti-inflamatórios poderiam inibir o processo de fusão de osso. Podem existir falhas na implantação de ossos, caso a fusão não ocorra, e muitas vezes isto implica a existirem fraturas, deslocamentos e dor crônica.

O paciente poderia sentir dores recorrentes muitos anos depois de uma cirurgia de fusão espinhal. Isto pode ocorrer porque o nível acima ou abaixo dos segmentos que foram fundidos com sucesso pode ser fraturado, o que pode causar dor. Isto é conhecido como doença de segmento adjacente.

Caso apresentar dor crônica depois de uma cirurgia de fusão espinhal, procure as opções adequadas para aliviá-la.

Aracnoidite

A aracnoidite é a inflamação do aracnoide, uma delicada membrana em forma de teia de aranha que rodeia e protege os nervos na medula espinhal.

Causas e sintomas

A inflamação pode causar a formação de tecido de cicatrização, e pode ocasionar que os nervos na coluna vertebral soldem entre si e funcionem incorretamente. A inflamação no aracnoidite pode ocorrer devido a irritações causadas por infecções (tais como a meningite), ou por traumatismos (como quedas), cirurgia, punção lombar ou por uma mielografia (exame para diagnosticar transtornos do canal e da medula espinhal). Se a inflamação é crônica, significa que as raízes dos nervos sofreram danos.

Normalmente a aracnoidite afeta os nervos que conectam a parte baixa das costas e as pernas, o que causa dor crônica debilitante. Os sintomas incluem fraqueza, intumescimento, formigamento, coceira e ardor nas pernas. Os sintomas podem ser bem graves. Algumas pessoas podem inclusive, estar impedidas de trabalhar e/ou sofrem de desestabilidade, já que apresentam uma dor constante.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico de aracnoidite pode ser difícil de obter, mas alguns exames como as TAC (Tomografia Axial Computadorizada) ou a ressonância magnética, ajudam a diagnosticar a condição. Um exame chamado eletromiograma (EMG) pode avaliar a severidade dos danos presentes que afetam a raiz do nervo, através da verificação da função nervosa utilizando impulsos eléctricos.

Não existe nenhuma cura para a aracnoidite. Não são recomendados os tratamentos não cirúrgicos que se encarregam do tratamento da dor. No geral, os profissionais do cuidado da saúde recomendam um programa para o referido tratamento da dor, fisioterapia, exercício e psicoterapia.

A cirurgia na coluna não é recomendada, já que os resultados podem não ser suficientes e só ajudarão a aliviar a dor em curto prazo. Além disso, o tecido de cicatrização poderia continuar se desenvolvendo, e o canal espinhal poderia ficar exposto para traumatismos futuros.

As terapias para aliviar a dor crônica poderiam ser úteis, caso você apresente aracnoidite como resultado de uma cirurgia na coluna. Saiba mais sobre as terapias de dor crônica.

Acessos Rápidos 

Autoavaliação
Autoavaliação
Comunidade
Comunidade
Diário de Dor
Diário de Dor
Guia de Discussão
Guia de Discussão
Histórias de Pacientes
Histórias de Pacientes
Médico correto?
Médico correto?