NERVO COMPRIMIDO

A ciática, a radiculopatia e a hérnia de disco andam de mãos dadas. Saiba a diferença e entenda como tratar cada uma.

O que é a ciática?

Ciática é mais um sintoma do que uma doença. Refere-se à dor que começa no quadril e nádegas e irradia para as coxas. Geralmente é acompanhada por dor nas costas, que pode ser ainda pior do que a que se sente nas coxas. O termo ciático refere-se a dor do nervo ciático, o qual se estende desde as costas através das nádegas e das coxas e é considerada a origem a dor.

A verdadeira ciática ocorre quando um disco com hérnia ou as esporas ósseas osteoartríticas comprimem ou pressionam uma das raízes do nervo ciático. Isto é conhecido como nervo comprimido. Este tipo de dor é menos comum do que outras causas e condições. Por exemplo, esportes, atividades recreativas ou trabalhos pesados podem causar dor nas costas ou na coxa, que são diagnosticadas como dor ciática. O desafio para o médico é distinguir entre a dor radicular (também chamado de radiculopatia), que é causada por um nervo inflamado e dor referida, que é o resultado de uma entorse ou uma tensão de um músculo esquelético.

O que é radioculopatia?

Os médicos utilizam este termo para descrever a dor e outros sintomas, tais como dormência, tremores e fraqueza dos braços ou das coxas que são provocadas por problemas nas raízes nervosas. Estas são como ramos da coluna vertebral, que carrega sinais para o resto do corpo.

Esta doença é geralmente causada por uma pressão direta em um disco herniado ou alterações degenerativas na lombar e causam irritação e inflamação das raízes nervosas. A radiculopatia geralmente cria um padrão de dor e dormência sentida nos braços ou coxas, na área da pele ligadas com as mesmas raízes nervosas. Ele também irradia para os músculos que estão ligados da mesma maneira. O número de raízes que estão envolvidas pode variar, de um para vários, e podem afetar ambos os lados do corpo ao mesmo tempo.

O que é hérnia de disco?

A hérnia descreve uma anormalidade no disco intervertebral (um espaço entre cada vértebra), por vezes chamada de colisão, ruptura ou arrancamento. O núcleo interior do disco (núcleo pulposo), que é como uma gelatina, sai da camada exterior dos ligamentos que cercam o disco (conhecido como anéis fibrosos). Esta ruptura provoca dor nas costas e, se o disco intervertebral pressiona, pode se dispersar ao longo de outras áreas do corpo que exercem pressão.

Entre as vértebras existe também um par de nervos espinhais que se ramificam a partir da coluna para partes específicas do corpo. Qualquer sensação que ocorre na pele (do calor ou frio, até a dor) é transmitida ao cérebro através dos nervos. Quando uma hérnia pressiona um nervo espinhal, consequentemente, causa dor severa na parte do corpo que se encontra ligada ao nervo.

Quais são os sintomas de uma hérnia de disco / nervo comprimido?

A queixa mais comum de uma pessoa é a dor nas costas. Em alguns casos, pode haver uma história de episódios de dor nas costas localizada, que podem continuar por debaixo das coxas e pressionar o nervo afetado. Esta dor é geralmente descrita como profunda e aguda e piora enquanto se move para baixo da coxa afetada. O aparecimento de dor com uma hérnia de disco pode ocorrer do nada ou pode ser anunciada por uma sensação de rasgo ou ruptura na medula espinhal. Isto é pensado ser o resultado de uma ruptura repentina de uma parte do anel fibroso.

Uma pessoa com uma hérnia de disco normalmente se queixará de dores nas costas que podem ou não irradiar em diferentes partes do corpo. Eles, muitas vezes, têm uma gama limitada de mobilidade quando solicitado a inclinar para a frente ou para trás, e curvar para um lado quando tentam seguir adiante. Às vezes caminham com dor e dificuldade, dobrando a perna afetada para não colocar muito peso sobre o lado do corpo que dói.

Como é diagnosticada uma hérnia de disco / nervo comprimido?

A história neurológica e exame realizado por um médico treinado irá fornecer a evidência mais objetiva de uma hérnia de disco ou um nervo comprimido. Não existem testes laboratoriais que podem detectar a presença ou ausência de uma hérnia de disco, mas podem ser úteis para diagnosticar as causas inusitadas da dor das raízes nervosas e irritação. A eletromiografia (EMG) pode ajudar a determinar qual raiz nervosa em particular está sendo comprimida ou não está funcionando, no caso em que as raízes nervosas estão envolvidas nas causas da dor. Uma ressonância eletromagnética é a forma mais comum de diagnosticar uma hérnia de disco.

Como é tratada uma hérnia de disco / nervo comprimido?

A maioria das pessoas com hérnia de disco não fazem cirurgias, porque muitos respondem aos tratamentos não-cirúrgicos. Este se enfoca em controlar a atividade física. Geralmente começam com evasão ou exacerbação de atividades físicas, seguidas por um retorno gradual para eles. Estar sentado coloca um grande estresse e pressão na coluna, o que pode aumentar a pressão sobre a raiz do nervo afetado. O uso apropriado de medicamentos é também uma parte importante de tratamento não-cirúrgico. Isto pode incluir medicamento anti-inflamatório, analgésicos, relaxantes musculares ou tranquilizantes. A dose correta de aspirina tem sido comprovada para ajudar com a hérnia e a fisioterapia também é importante.

O tratamento cirúrgico e terapia da dor crônica são reservados para as pessoas que não tiveram sucesso com o tratamento não-cirúrgico e têm essa condição há muito tempo.

Acessos Rápidos 

Autoavaliação
Autoavaliação
Comunidade
Comunidade
Diário de Dor
Diário de Dor
Guia de Discussão
Guia de Discussão
Histórias de Pacientes
Histórias de Pacientes
Médico correto?
Médico correto?