CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA

A revolução minimamente invasiva impactou praticamente todos os campos cirúrgicos, e a cirurgia da coluna vertebral não é diferente. Esses avanços na cirurgia de coluna podem significar uma incisão e cicatriz menores, diminuição da perda de sangue e menor período de permanência no hospital.¹ ²

Ao contrário das cirurgias "abertas" tradicionais, a cirurgia de coluna minimamente invasiva oferece uma pequena incisão, dilatação muscular (separação, em vez de cortar músculos) e o uso de tecnologias microcirúrgicas e guias de imagem para acessar, visualizar e reparar danos na coluna vertebral.

Como a cirurgia minimamente invasiva pode beneficiar você?

A cirurgia tradicional de coluna pode ser uma abordagem cirúrgica. No entanto, se uma abordagem minimamente invasiva for uma opção apropriada para você, então você poderá experimentar esses benefícios:

  • Incisão e cicatriz menores¹
  • Diminuição da perda de sangue²
  • Menos tempo de permanência no hospital²
  • Menos medicação para dor no hospital²
Como a cirurgia de coluna vertebral minimamente invasiva é diferente da cirurgia aberta de coluna?

Em uma cirurgia tradicional, aberta, o médico faz uma incisão e retrai, ou puxa, os músculos para o lado para obter uma visão clara da coluna vertebral. O cirurgião pode então acessar e remover ossos ou discos intervertebrais doentes e danificados. Com a cirurgia da coluna vertebral minimamente invasiva, os cirurgiões podem alcançar os mesmos objetivos operacionais que um procedimento aberto, mas de maneira menos invasiva.²

Como são realizadas cirurgias minimamente invasivas?

A cirurgia minimamente invasiva pode ser percutânea (através da pele) ou mini aberta (operando através de uma pequena incisão).

As fusões da coluna e os procedimentos de descompressão são realizados com ferramentas especiais chamadas retratores tubulares. Durante o procedimento, uma pequena incisão é feita e o retrator tubular é inserido, criando um túnel até a área pequena onde está o problema na coluna vertebral. O retrator tubular mantém os músculos abertos e é mantido no lugar ao longo do procedimento.³

O cirurgião acessa a coluna usando instrumentos pequenos que se encaixam no centro do retrator tubular. Qualquer fragmento de osso ou disco que é removido sai através do retrator, e quaisquer dispositivos necessários, como parafusos ou hastes, são inseridos através do retrator.³

Para ver onde colocar a incisão e inserir o retrator, o cirurgião é guiado por fluoroscopia. Este método exibe em tempo real imagens de raio-x da coluna vertebral do paciente em uma tela durante toda a cirurgia. O cirurgião pode usar um microscópio operacional para ampliar a visão através do retrator.³

No final do procedimento, o retrator tubular é removido e a incisão é fechada.

O que pode ser esperado após a cirurgia?

Com a cirurgia minimamente invasiva os pacientes podem ter menor período de permanência no hospital. O tempo exato varia para cada paciente.

Para ajudar com a recuperação, o cirurgião pode recomendar exercícios específicos como parte do plano de tratamento pós-operatório

Quais são os riscos que podem ser associados à cirurgia de coluna vertebral minimamente invasiva?
É importante lembrar que, mesmo que as cirurgias da coluna possam ser feitas usando uma técnica minimamente invasiva, ainda é uma cirurgia e, portanto, não está livre de risco. Os riscos potenciais associados à cirurgia incluem complicações de anestesia, coágulos de sangue, reações alérgicas e efeitos adversos devido a problemas médicos não diagnosticados, como a doença cardíaca silenciosa. Também podem ocorrer lesões de nervos e vasos sanguíneos. Além disso, durante a cirurgia da coluna minimamente invasiva, o cirurgião pode ter que mudar para uma cirurgia aberta se as circunstâncias exigirem.
Referências:
  • Righesso. Comparison of Open Discectomy with Microendoscopic Discectomy in Lumbar Disc Herniations: Results of a Randomized Controlled Trial. Neurosurgery. 61:545-549, 2007.
  • Fessler R, Khoo L. Minimally Invasive Cervical Microendoscopic Foraminotomy: An Initial Clinical Experience. Neurosurgery. 51: 37-45, 2002.
  • American Academy of Orthopaedic Surgeons. Minimally Invasive Spine Surgery. Accessed November 12, 2013.

Acessos Rápidos 

Autoavaliação
Autoavaliação
Comunidade
Comunidade
Diário de Dor
Diário de Dor
Guia de Discussão
Guia de Discussão
Histórias de Pacientes
Histórias de Pacientes
Médico correto?
Médico correto?